Profissionais rebatem proposta do SINDESSTO sobre a convenção 2017/2018

Escrito por Assessoria de Comunicação

Nesta quarta-feira, 27, o Sindicato dos Profissionais da Enfermagem no Estado do Tocantins - SEET, realizou uma nova Assembleia Geral Extraordinária junto com os profissionais da enfermagem da rede privada, para deliberar a proposta apresentada pelo SINDESSTO-TO - Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde, referente a convensão coletiva 2017/2018.


Desde o início do mês de agosto o SEET vem tentando a negociação com relação a CCT 2017/2018, contudo o sindicato patronal mantém de forma intransigente a solicitação de aumento da carga horária, no dia 20 de setembro foi realizada a primeira Assembleia para deliberar sobre o assunto não sendo aceito a proposta ora oferecida pelo sindicato patronal.


Após a assembleia, o SEET se reuniu novamente com o SINDESTO, no dia 22 de setembro e mesmo após ser informado da decisão da assembleia de não aceitar a proposta, o sindicato patronal permanece irredutível com relação ao aumento da carga horária, por isso, o SEET realizou uma nova assembleia Extraordinária para deliberar junto com os profissionais da enfermagem sobre o aumento da carga horária proposto pelo sindicato patronal.

Durante a assembleia, o Presidente do SEET, Claudean Pereira Lima e o Assessor Jurídico do sindicato, Flávio Alves do Nascimento, repassaram o histórico do processo que vem pleiteando com o SINDESSTO desde o mês de agosto, esclarecendo as dúvidas sobre a Convenção.

A categoria rebateu a proposta do SINDESSTO sugerindo um aumento real do salário: para enfermeiros, a demanda ficou estipulado uma remuneração de R$4.000,00 (Quatro Mil Reais), e para técnicos a remuneração de R$2.000,00 (Dois Mil Reais). Os trabalhadores também exigem a mudança da base de cálculo do adicional de insalubridade e a redução dos plantões de 13 para 10 mensais.

O SEET criou uma Comissão de Profissionais da Enfermagem como intuito de acompanhar o andamento desse processo, que participará das reuniões juntamente com o sindicato durante todo esse processo de negociação da CCT 2017/2018.

Segundo o presidente do sindicato, Claudean Pereira, nesse período decisivo sobre o futuro da enfermagem a categoria deve se manter unida. “Precisamos da participação dos trabalhadores, por que essa luta é o começo para uma reforma trabalhista que desfavorece os profissionais, a categoria deve se manter forte e presente para que juntos possamos defender esse direito”. Afirma.


O Presidente afirma ainda que a entidade fará tudo o que for necessário para que não venha aumentar a carga horária, “não podemos permitir o aumento destes plantões em um cenário que buscamos a redução da carga horária, o aumento seria um retrocesso para a categoria e para assistência, não vamos aceitar esta mudança na CCT”.


Nesta quinta-feira, 28, o SEET estará oficializando o SINDESSTO com as demandas pleiteadas nas reuniões, caso o sindicato patronal rejeite ou apresente uma nova contra proposta, o SEET realizará uma nova Assembleia Geral para tratar da demanda.