SEET realiza assembleia com os profissionais da enfermagem da rede privada

Escrito por  Eriks Jhonata

Na tarde desta quarta-feira, 20, o Sindicato dos Profissionais da Enfermagem no Estado do Tocantins - SEET, realizou a Assembleia Geral Extraordinária junto com os profissionais da enfermagem da rede privada, em prol da deliberação sobre as medidas a serem adotadas após a proposta feita pelo SINDESSTO-TO - Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde, referente a convensão coletiva 2017/2018, que sugere o aumento da carga horária e de plantões.

Durante a assembleia o Presidente do SEET, Claudean Pereira Lima, junto com o Diretor Jurídico, João Batista Alves e o Assessor Jurídico, Flávio Alves do Nascimento, repassaram todas as informações do processo, esclarecendo as dúvidas e orientações quanto aos direitos pleiteados.

A categoria rebateu a proposta do SINDESSTO sugerindo um aumento real do salário em troca dos 15 plantões proporcional sobre a carga horaria.

O assessor jurídico do SEET informou que a classe da enfermagem deve se manter unida enquanto luta pelos seus direitos, que o sindicato está trabalhando para impedir que injustiças aconteçam. Também explicou os pontos que devem ser negociados diretamente com os patrões, para que não ocorram ilegalidades, orientando que os profissionais sempre busquem o sindicato para orientações.


O SEET estará em reunião com sindicato dos patrões, na manhã desta quinta-feira, 21, para apresentar a contra proposta pleiteada na assembleia pela categoria, a fim de chegar a uma solução favorável para ambos. Porém, se nesta reunião as decisões não forem propicia aos interesses da classe, o SEET realizará uma nova Assembleia no dia 27 de setembro, às 19h.

Segundo o Presidente do sindicato, Claudean Pereira Lima, nesse momento de importantes alterações proposta pelo Governo sobre a CLT - Consolidação das Leis do Trabalho, o SEET pede o apoio de todos os profissionais diretamente afetados para que se manifestem em defesa de seus direitos. “Queremos convocar a todos os enfermeiros, auxiliares e técnicos da rede privada para não deixar de comparecer na assembleia do dia 27 desse mês, precisamos da ajuda de todos para garantir um ambiente de trabalho mais organizado e justo”. Afirma.